Médico denunciado pelo MP é preso em Santa Bárbara do Sul  
  Data de publicação: 30/11/2010  
     
 

Um médico ginecologista e obstetra de 48 anos foi preso preventivamente no dia 05/11/2010, em Santa Bárbara do Sul. Ele foi denunciado pelo Ministério Público pelo crime de concussão, quando funcionário público exige para si vantagem indevida em razão do cargo que ocupa. A pena prevista, em caso de condenação, pode chegar a oito anos de prisão. Momentos após ser detido, o homem passou mal e foi internado no hospital da cidade, onde permanece sob custódia da Brigada Militar. A qualquer momento ele pode ser transferido para a Penitenciária Modulada de Ijuí.

De acordo com o promotor de Justiça Marcos Rauber, por nove vezes, entre julho de 2009 e agosto deste ano, o médico, servidor público do Município, exigiu de pacientes grávidas o pagamento de valores que variaram entre R$ 120 e R$ 650 para a realização de partos normais e cesarianas pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Os procedimentos eram realizados no Hospital Santa Bárbara Beneficente. Durante as consultas de pré-natal, na Unidade Básica Central de Saúde, o ginecologista e obstetra solicitou às gestantes e aos seus maridos o pagamento de quantias em dinheiro a título de honorários médicos. Com receio de não receberem atendimento adequado durante o parto e da ocorrência de problemas no nascimento de seus filhos, a maioria das vítimas cedeu à cobrança, concordando com o pagamento.

O promotor Marcos Rauber ressalta que os crimes foram cometidos com abuso de poder e violação de dever inerente a cargo e profissão, além de serem contra mulheres grávidas, situações que podem agravar a pena em caso de condenação. O Ministério Público requer, ainda, que seja decretada a perda do cargo ou função pública e que sejam fixados valores para reparação dos danos causados pelas infrações, considerando os prejuízos sofridos pelas vítimas.

Fonte: Ministério Público do Rio Grande do Sul

 
     
   
 

 

 

 © Copyright 2020 - Todos os direitos reservados a Camargo e Campos Desenv. VisioArt