Promotoria do Consumidor vai investigar clínicas de cirurgia plástica  
  Data de publicação: 06/04/2011  
     
 

A Promotoria de Justiça dos Direitos do Consumidor da Capital vai instaurar inquérito civil público para investigar a situação das clínicas de cirurgia plástica localizadas em João Pessoa. De acordo com o promotor de Justiça Francisco Glauberto Bezerra, o objetivo é garantir aos pacientes um serviço seguro e de qualidade, evitando o risco de morte.

"No ano passado, tivemos pelo menos três casos de mulheres que morreram depois de serem submetidas a cirurgias plásticas. O Conselho Regional de Medicina (CRM) fez uma sindicância sobre o assunto e estamos apurando a responsabilidade dos profissionais médicos em relação aos óbitos", disse.

O representante do MPPB destacou que o inquérito civil público tem caráter preventivo. "Queremos evitar óbitos como os que ocorreram em 2010. Vamos fazer uma parceria com o CRM e com a Vigilância Sanitária de João Pessoa para inspecionar esses locais. Queremos saber se essas clínicas dispõem de UTI (unidade de terapia intensiva), por exemplo, e se elas atendem às exigências legais e sanitárias", acrescentou.

Fonte: Ministério Público da Paraíba

 
     
   
 

 

 

 © Copyright 2020 - Todos os direitos reservados a Camargo e Campos Desenv. VisioArt