Juíza determina afastamento de sócio de hospital  
  Data de publicação: 09/04/2012  
     
 

A juíza da 17ª Vara Cível de Natal, Renata Medeiros Pires, determinou o afastamento de um dos sócio-administradores de um dos mais antigos hospitais privados da capital, após pedido de três dos responsáveis pela unidade de saúde alegarem que a permanência do mesmo no local tem causado problemas inclusive de ordem financeira.

A decisão da magistrada foi em caráter liminar. Os autores argumentam que a demora [do julgamento do mérito] poderá causar prejuízos irreparáveis ao hospital, que inclusive encontra-se em situação financeira delicada.

Eles informaram que embora venha atuando como sócio-administrador da unidade de saúde, o réu nunca regularizou a situação, deixando de solicitar a transferência das quotas para o seu nome, e não constando, por conseguinte, o seu nome na sociedade perante à Junta Comercial do Rio Grande do Norte.

Além disso, destacaram que o mesmo não adimpliu com as obrigações decorrentes do pré-contrato para admissão de sócio novo, tendo deixado de assumir o endividamento bancário desonerando a empresa deste compromisso.

Os autores atestam, por fim, que o sócio alvo de ação judicial atualmente acumula as funções de administrador com um outro hospital privado de Natal, sendo as duas empresas concorrentes diretas, o que, no entender deles, configura conflito de interesses.

Processo nº: 0119175-70.2011.8.20.0001

Fonte: Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte

 
     
   
 

 

 

 © Copyright 2020 - Todos os direitos reservados a Camargo e Campos Desenv. VisioArt